09/09/2014

Vidro Termoelétrico Glasart: Alto Padrão no Self Service


O design do Balcão Self Service, também conhecido como Buffet ou Carro de Distribuição, ganhou status de prioridade nos restaurantes nos últimos anos. Servem hoje não apenas para conservar os alimentos quentes ou frios, mas também para transmitir sensação de limpeza e confiabilidade nos estabelecimentos, ajudando a complementar a imagem de boa qualidade da comida.

É comum ouvir gestores de restaurantes dizendo que o brasileiro "come com os olhos", e nossa experiência também confirma: enquanto um balcão novo valoriza a comida, um balcão ultrapassado degrada a imagem da refeição muito antes da primeira garfada do cliente. Já não basta caprichar apenas no sabor, é preciso caprichar também no visual.

O tradicional sistema de banho-maria está rapidamente perdendo espaço no Buffet dos restaurantes de hoje, e isso não está ocorrendo por acaso. Os clientes agora demandam locais mais bonitos, aconchegantes e caseiros, que fujam da "frieza" e do aspecto "bandejão" típico de restaurantes de antigamente, e onde o chef de cozinha possa montar seu arranjo de saladas e pratos quentes com criatividade e elegância, valorizando a decoração dos pratos.

O moderno sistema de aquecimento com Vidros Termoelétricos Glasart surgiu nos últimos anos exatamente para suprir essa necessidade atual dos restaurantes, proporcionando beleza, criatividade, praticidade e também eficiência energética ao Buffet Self Service de hoje.


Características do Vidro Termoelétrico Glasart

O Vidro Termoelétrico Glasart, também conhecido pelos profissionais de restaurantes por "rechaud elétrico" ou "placa quente de buffet", são placas de vidro temperado dotadas de resistência elétrica impressa no próprio vidro, fabricada com tecnologia alemã, semelhante à utilizada nos vidros traseiros de automóveis.

Este sistema de aquecimento é bastante confiável e eficiente, pois o calor fica concentrado somente na área demarcada, transmitido para os recipientes de forma uniforme e contínua, evitando o desperdício de energia térmica (como ocorria com o antigo banho-maria ou réchauds). O controle de temperatura é feita no controlador digital frontal, ajustado de forma personalizada, de 30°C a 160°C.

Assim, quando adotado em conjunto no Buffet Self Service este sistema proporciona grande economia de energia e de tempo, principalmente se comparado às soluções de aquecimento com água quente ou com a queima de álcool gel.

O vidro, por ser temperado, é muito resistente ao peso e aos choques. Sobre a superfície do vidro, o gestor pode usar a sua criatividade para montar o serviço que desejar, utilizando travessas, caçarolas ou panelas de alumínio, de ferro fundido, barro, cerâmica, vidro, porcelana, ou do material que preferir. É muito prático, seguro e higiênico.


A limpeza é outro ponto positivo, exatamente a mesma feita para limpar um vidro comum: com o termostato desligado e a superfície do vidro fria ou morna, basta utilizar um pano macio, umedecido com água ou "limpa vidros" (não agressivo), para uma limpeza diária satisfatória.

Modelos Disponíveis

Os Vidros Termoelétricos Glasart são disponíveis em 3 opções de medidas, nas versões de sobrepor (para apoiar sobre qualquer base, geralmente bancadas) ou de embutir (para instalação dentro de rasgos de balcões ou mesas, tipo "built-in"). 

Os  modelos de sobrepor, devido a sua portabilidade, são recomendados para serviços de buffet, eventos ou restaurantes temporários, já que por serem leves podem ser transportados, limpos e armazenados com grande facilidade. Precisam apenas de um ponto de energia 220V funcionar.


Depois de ligado, o Vidro Termoelétrico Glasart aquece rapidamente: atinge a temperatura desejada em cerca de 10 minutos. É um sistema eficiente e inteligente, pois a resistência desliga e liga automaticamente, para oscilar o nível de temperatura desejado, poupando energia elétrica. E como é comum em outros sistemas com resistências, quanto menor for a temperatura ajustada, menor é o consumo de eletricidade.

É um produto prático, portátil e leve, bastando ligar na tomada para utilizar.


Perguntas Frequentes

1 - Com o Vidro Termoelétrico Glasart a comida fica mesmo quente?
Sim. Com o vidro regulado a 160°C a comida chega a "fritar" de tão quente, tornando necessário a regulagem média do vidro entre 120°C e 150°C para se atingir o mínimo de 60°C na comida exigidos pela ANVISA. É óbvio que isso DEPENDE MUITO da temperatura ambiente, do tipo de comida, do volume do alimento e também do formato e material da travessa, podendo variar no resultado e demandando uma regulagem PERSONALIZADA por cada usuário. Para alimentos de maior volume e líquido, como por exemplo feijões, caldos e sopas, recomendamos utilizar também o Protetor Salivar com Aquecimento ou Luminária Aquecedora, para aquecer também a parte superior do alimento.


2 - O Vidro Termoelétrico Glasart resseca a comida?
Não necessariamente. O ressecamento do alimento pode acontecer em todos os sistemas de aquecimento, inclusive no banho-maria, se o TEMPO DE EXPOSIÇÃO for muito prolongado, superior a cerca de 1 hora e meia, causando a perda da hidratação da comida. O conceito de buffet com Vidro Termoelétrico Glasart é preferir o uso de travessas menores, com porções menores de comida e aumentar a quantidade de vezes de reposição, para melhorar a qualidade ao cliente.


3 - Posso trabalhar com qualquer travessa sobre o Vidro Termoelétrico Glasart?
Sim, essa é uma das principais vantagens do nosso sistema. Você usa a sua criatividade para montar o buffet como quiser, intercalando caçarolas, panelas, baixelas e travessas, com ou sem tampa, como desejar. Para melhor desempenho térmico, recomendamos preferir materiais metálicos (como alumínio fundido ou ferro fundido) e recipientes com base larga, onde o fundo tenha a maior superfície de contato possível com a placa térmica.


4 - É obrigatório utilizar a "Manta de Silicone"?
Não. A manta de silicone é uma recomendação, e não uma obrigação. A função dela é proteger o Vidro Termoelétrico Glasart contra riscos e impedir que as travessas e acessórios deslizem sobre a superfície, proporcionando assim mais segurança. Elas resistem à alta temperatura (até cerca de 200ºC) e são aptas para uso diário, durando em média 12 meses em um restaurante comercial típico.


5 - O Vidro Termoelétrico Glasart aquece por indução?
Não. O Vidro Termolétrico Glasart possui sistema de aquecimento direto sobre tudo o que está sobre ele, enquanto que a tecnologia de indução serve somente com panelas magnéticas especiais, aquecendo somente o alimento no interior do mesmo (e preservando a temperatura exterior). A aplicação de ambas são diferentes, sendo o Vidro Termoelétrico Glasart recomendado para uso em Buffet  (distribuição) e da indução recomendada para a Cocção (na cozinha).


6 - O Vidro Termoelétrico Glasart é igual um cooktop?
Não. O cooktop é de material vitrocerâmico, com resistências localizadas para COZINHAR os alimentos a temperaturas de até 400°C, enquanto o Vidro Termoelétrico Glasart serve para MANTER os alimentos aquecidos na temperatura de serviço do buffet (mínima de 60°C no alimento).


7 - O Vidro Termoelétrico Glasart é mesmo econômico?
Sim. Seu exclusivo sistema de aquecimento através de resistência impressa com termocontrolador digital permite que a resistência ligue e desligue automaticamente, oscilando a temperatura na faixa programada e poupando continuamente energia.
Baseado em observações e testes realizados pela própria RESTAUNOX, constatamos que o consumo médio oscila de 70% e 90% da temperatura programada, considerando ajuste na faixa entre 100ºC a 130ºC. Assim, podemos podemos concluir que:
  • O modelo 60x40cm, com potência máxima de 418W, consome em média 0,30kWh, o que resulta numa despesa aproximada de R$ 0,15 por hora (referência do kWh a R$ 0,50/h);
  • Os modelos 70x57cm e 70x70cm, com potência máxima de 1210W, consome em média 0,90kWh cada um, o que resulta numa despesa aproximada de R$ 0,45 por hora (referência do kWh a R$ 0,50/h). 
O consumo de energia poderá ser ainda menor se o usuário regular com temperaturas médias menores, dependendo também de questões de operação e ambiente (temperatura que a comida vem da cozinha, tempo de exposição e de reposição, quantidade de comida exposta, material da travessa, correntes de ar sobre a comida, etc).


8 - Como obter melhor rendimento do Vidro Termoelétrico Glasart?
  • Recomendamos que o alimento venha quente da cozinha, para garantir a boa temperatura de serviço no buffet. A função do Vidro Termoelétrico Glasart é manter o aquecimento, e não esquentar comida fria;
  • Recomendamos cuidado especial com correntes de ar frio sobre o balcão do buffet, vindas de janelas, ventiladores ou ar condicionado;
  • Recomendamos utilizar temperaturas mais altas em dias frios, e temperaturas mais baixas em dias amenos;
  • Para melhor aproveitamento de espaço, recomendamos utilizar as Travessas de alumínio fundido da RESTAUNOX, que possuem excelente desempenho térmico, altíssima durabilidade e são inquebráveis;
  • Para alimentos de maior volume e caldos, recomendamos utilizar a Protetor Salivar ou Luminária Aquecedora SPOT, que auxilia no aquecimento e ainda melhora a iluminação e o destaque da comida.